segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Réquiem para o Rei

Você já quis ser outra pessoa? É essa a frase estampada no cartaz internacional desse filmaço argentino que assisti ontem no Festival do Rio, "El úlltimo Elivs", do diretor Amando Bo (responsável pelo roteiro de Biutiful, de 2010, e que também assina essa obra com Nicolás Giacobbone).

John McInerny interpreta Carlos Gutiérrez, ou melhor, Elvis Presley, como ele mesmo gosta de se apresentar. Trabalhador numa indústria de reciclagem, separado da mulher Alejandra (Griselda Siciliani), com quem tem uma filha pequena, Lisa Marie (!!!), ele se realiza personificando seu ídolo em festas particulares, bingos e onde mais que sua perfeita imitação do Rei do Rock possa ser solicitada. E é com essa personificação que ele pretende ganhar sua vida, realizar seus sonhos. Fazendo parte de uma associação de "imitadores/transformistas" profissionais (responsável pelas sequencias de riso solto da platéia ao reconhecer as celebridades do mundo musical  personificadas na telona), ele tem que reavaliar na balança da vida seus sonhos quando a ex-esposa sofre um acidente de carro e ele tem que cuidar da filha, com quem tem pouquíssima afinidade, até que ela se recupere. Mas nem isso, de fato, faz com que ele esqueça seu ideal de vida, tampouco lhe tiram a amargura de saber que é um fracassado e nada mais lhe resta.

A trilha sonora do filme é uma ode ao Rei, em especial a sua fase romântico-brega (o que faz com que a ode vire um réquiem facilmente), e os números musicais de Carlos, ou melhor, Elvis são inspiradíssimos, sejam eles numa festa de casamento, sejam eles num Bingo ou mesmo num lar de idosos. A interpretação de McInerny é esplendorosa e faz com que a platéia sofra com ele, pois um talento nato como aquele merecia melhor reconhecimento.

O filme foi exibido no Festival de Sundance e fico na torcida para que entre em circuito nacional. Mais um exemplo da qualidade do cinema argentino do século XXI.



Mais Festival do Rio em: http://2012.festivaldorio.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget