terça-feira, 19 de agosto de 2014

Amor imenso

Qual a probabilidade de você, mulher, perder seu celular e o mesmo ser achado pelo príncipe encantado, rico, sedutor e apaixonante? Seria o mundo perfeito? E se esse príncipe encantado fosse, digamos, desprovido de um porte físico adequado? Gordo, esquelético, narigudo, dentes podres?  Qual tal se ele fosse, assim, uns 40 centímetros menor do que você? Sim, um anão. Faria seus sentimentos para com ele sumirem como se nunca tivessem existido? Pois é essa a premissa de CORAZON DE LEÓN (ou, no título em português, "Coração de Leão - o amor não tem tamanho").

Essa co-produção Brasil-Argentina, mas claramente muito mais argentina do que brasileira, é recheada de clichês, mas muito bem inseridos na deliciosa história de um improvável amor entre a advogada Ivana (a lindíssima Julieta Diaz) e o arquiteto León (Guilhermo Francella, do soberbo "O Segredo de seus olhos"). O que falta em altura a León (realçados pelos efeitos especiais óticos e digitais), lhe sobra em autoestima e muito carisma, que fazem com que Ivana lute contra seus próprios preconceitos - e o alheio - para fazer valer esse amor.

O diretor Marcos Carnevale, que assina o roteiro junto com Batiana Blum, brinda o espectador em uma cena com um dos mais belos cartões postais do Rio de Janeiro (o vale entre as Pedras da Gávea e Bonita e o Morro Dois irmãos), mas sobretudo dirigindo seu elenco, em especial seu casal de protagonistas, que têm uma química ímpar, garantindo a empatia do público, que torce muito por essa história de amor sem tamanho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget