quarta-feira, 30 de abril de 2014

Capitão Cinemão


Quando o primeiro filme do Capitão América estreou (estou falando aqui dos filmes da MARVEL, por favor!), todos os fãs ficaram maravilhados com a certa fidelidade que a película teve com os quadrinhos, e os críticos mais ferrenhos tiveram que dar a mão à palmatória e positivar a produção em suas resenhas devido não somente a direção extremamente competente de Joe Johnston, mas para o filme como um todo, principalmente seu roteiro, que garantiu a produção um clima de aventura de  matinê / Sessão da Tarde como há muito não se via em Hollywood (arrisco dizer, desde os tempos de Indiana Jones, nos longínquos anos 1980!).


Agora, mais uma vez, fãs, amantes de cinema e críticos se unem em uníssono para bradar que CAPITÃO AMÉRICA 2: O SOLDADO INVERNAL (WTF título nacional?!?!) é o melhor filme da MARVEL, batendo um concorrente de peso que foi OS VINGADORES (2012). Não é para tanto. OS VINGADORES continua sendo o filme-pipocão mais bacana desde AVATAR (2009), na humilde opinião desse que vos escreve. E o melhor filme da MARVEL até então (o primeiro "HOMEM-DE-FERRO" perde por muito pouco). Mas esse segundo filme do Primeiro Vingador é um deleite para fã de cinema de ação, esta quase ininterrupta nos 124 minutos de duração do filme.

Os diretores Anthony e Joe Russo pegaram o até que bem previsível, não obstante recheado de algumas surpresas, roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeely (que também assinaram o primeiro CAPITÃO AMÉRICA) e realizaram uma aventura de tirar o fôlego. A ação - como dita, quase ininterrupta - é intercalada com alguns momentos cômicos, embora as vezes pouco convincentes, como o flerte nada sutil da agente Romanoff, a Viúva Negra (a sempre maravilhosa Scartlett Johansson) com o Capitão Steve Rogers (não há química entre eles, e talvez isso seja proposital mesmo), ou o reencontro de Steve com a agora bem idosa Peggy (Hayley Atwell).  A surpresa positiva ficou por conta do Falcão de Anthony Mckie, principalmente nas cenas em que finalmente revela seus dotes de "drone humano". Já a negativa ficou por conta da personagem Agente 13 (Emily VanCamp, a Amanda/Emily de REVENGE), um papel totalmente desnecessário e esquecível. Samuel L. Jackson mais uma vez encarna Nick Fury, aqui com muito mais destaque. Seu sarcasmo e "motherfuckerismo" são um contra-ponto magnífico com a elegância e o cinismo de Robert Redford no papel do CEO Alexander Pierce. O Soldado Invernal do subtítulo é interpretado por Sebastian Stan, o sargento Bucky Barnes, amigo de Steve Rogers que fora dado como morto pela HYDRA no primeiro filme. Stan dá a seu Soldado Invernal um ar melancólico e sinistro impecável, mas isso muito se deve a cara de cachorro sem dono do ator.

CAPITÃO AMÉRICA 2 é diversão garantida para toda a família. E com um bom gancho para o terceiro - e possivelmente derradeiro - filme do Capitão interpretado por Chris Evans (é o que dizem os fãs, caso a história seja fiel aos quadrinhos). Mas assista em 2D. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget